Mídias Sociais

Como alimentar um perfil no LinkedIn de uma empresa de transformadores de potência, sem que o feed tenha apenas um tipo de conteúdo – no caso, institucional e comercial?

Primeiro, há que lembrar que o LinkedIn está além das vagas de emprego e da manutenção do networking. As pessoas estão lá em busca de atualização e informação. Portanto, criar conteúdo para o In requer conhecer o mercado do cliente a fundo e pensar em como torná-lo mais próximo dos usuários. Oferecer campanhas elaboradas com qualidade e que atentem para a veracidade dos dados trabalhados é uma maneira de conquistar a referida aproximação.

Pensando nisso, a agência desenvolveu uma campanha para a Transformadores Jundiaí relacionada à história e a curiosidades sobre a energia elétrica.

O conteúdo é diversificado e o formato, livre, ou seja, as informações podem ser trabalhadas em vídeo, foto, arte, infográfico, texto, série de publicações, enfim, depende de cada caso.

Confira um exemplo:

Como é possível perceber, ao mostrar comprometimento com a pesquisa e a checagem de informações, ao se realizar um vídeo que prenda a atenção do espectador, a empresa se posiciona no mercado e “conversa” com os seguidores da página que podem ter perfis profissionais muito variados.

Assim, mais do que criar conteúdo para uma página, a mesma se torna referência para aquele tema.

Não é de hoje que a io! comunica possui clientes conhecidos na agência como “mais técnicos”. Salvas as exceções, eles geralmente não possuem ações promocionais nem de engajamento. Por outro lado, sobram as campanhas de curiosidades, informativas e outras que utilizam o próprio cliente e sua expertise como protagonistas do perfil da empresa.

Isto ocorre quando o proprietário ou porta-voz de uma organização é especialista em determinado assunto, um profissional formador de opinião e escreve para o blog do LinkedIn sobre o mercado, a companhia e novidades. Esta é uma ação bastante explorada na io! comunica e que contribui para o posicionamento da marca do cliente. Mas este é um outro case.

Até a próxima!

Projetos Relacionados

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar